A Casa de Misericórdia de São Bento do Sapucaí foi fundada pelo Padre Francisco Reale e seu irmão, o medico Dr. Braz Reale. Padre Francisco Reale, natural da Itália de Lauria, cidade da Província de Brasilicata. Descendia de uma família burguesa, integrada nas profissões liberais e os membros dela que vieram para o Brasil foram: Padre Francisco Reale, Paschoal, Braz e André. O primeiro a vir para o Brasil foi Paschoal e de forma clandestina. Em 1885, veio o Padre Francisco Reale direto para Pindamonhangaba e depois para São Bento do Sapucaí, em 1897. Voltou para Itália e trouxe com ele o irmão Braz, que era médico, para desposá-lo com a filha dos Chiaradia que já viviam aqui, onde existia apenas a Conferência da Irmandade de São Francisco de Paula. Uma comissão, tendo a frente o Reverendíssimo Padre Francisco Reale resolveu construir a Santa Casa, na gestão do prefeito Coronel José de Lima. Padre Francisco Reale e seu irmão, o médico Dr. Braz Reale, iniciaram a construção do prédio da Santa Casa de Misericórdia de São Bento do Sapucaí, sendo o primeiro pavilhão

inaugurado em 21 de outubro de 1911, pelo Bispo de Taubaté, Dom Epaminondas Nunes D’Ávila com a presença do presidente da Câmara Municipal, Coronel Marcondes da Silva.

Como data de sua fundação intitulou-se o dia 12 de maio de 1918, quando começam suas atividades com aprovação em assembleia geral. Foi criado, também, o primeiro estatuto e a data festiva da irmandade dia 27 de setembro de cada ano, consagrado a São Vicente de Paula, patrono dos infernos. Foi constituída a primeira diretoria com os seguintes membros:

Provedor: Sr. Manuel Marcondes da Silva
Vice-provedor: Sr. Maximiano Ribeiro da Luz
Tesoureiro: Dr. Genésio Cândido Pereira
Secretário: Sr. Manoel Pinto da Silva
Procurador: Sr. Nestor Barbosa de Brito.

Hoje a Santa Casa de Misericórdia de São Bento do Sapucaí no desenvolvimento de suas atividades, tem sua estrutura organizacional constituída por: 50 irmãos colaboradores e uma provedoria de gestão bienal.